Sete dicas para superar o lockdown e vender

Marketing agora! - Por Zé Abramo

26/03/2021

Por Priscilla Thevenet*

Nosso país vive um momento delicado e cheio de incertezas. Inclusive, muitas cidades, como Juiz de Fora, estão em lockdown. Explicando de forma rápida, o Lockdown é a versão mais rígida do distanciamento social. Ou seja, grande parte dos serviços não pode operar presencialmente. Daí vem a grande questão, como o seu negócio pode sobreviver de portas fechadas.

Mas, calma! Respire fundo e PLANEJE. Não existe forma mais eficiente de enfrentar e superar adversidades do que planejamento e mão na massa. Retire a palavra problema do vocabulário e a transforme em desafio.

Pois os desafios nos impulsionam a sair do lugar comum e criar soluções e ideias novas!

Reuni 7 dicas de ouro para você superar o lockdown e ter a melhor performance esperada:

1 – Planeje com seus funcionários formas alternativas de venda

Estabeleça linha direta com os seus funcionários, atualize-os sobre como será o funcionamento do seu negócio, horários, questões de segurança, a nova estratégia de atendimento. Os seus funcionários precisarão adotar novas formas de trabalhar, mas só poderão fazê-lo caso tenham informações claras e consistentes de você, dono do negócio.

2 – Comunicação é fundamental

Envie mensagem aos seus clientes, comunicando a sua nova estratégia, como irá atendê-los durante este período.

3 – Seja parceiro dos seus clientes

Reveja o seu modelo de negócios, a sua forma de entregar produtos, agregue serviço, agregue valor.

Exemplo: se você tem uma loja física, um pequeno varejo, inove, ofereça serviços aos seus clientes em casa.

Você tem o contato do seu cliente? Envie mensagens ofertando serviços especiais como amostra e entrega em domicílio de produtos.

4 – Aposte no delivery

Você poderá utilizar serviços de motoboy para entrega dos seus produtos ou até mesmo mobilizar a sua equipe local para fazê-la – cada loja tem seu raio (área) de atuação. Verifique se é possível que a sua equipe faça a entrega do produto na casa do cliente.

5 – Divulgue no digital

Reforce a divulgação dos seus produtos em seus canais online, faça ofertas especiais com entregas em domicílio pelas equipes de vendas locais ou serviço de entrega – motoboy.

6 –Flexibilidade na atuação dos colaboradores

Se você é empresário da área de alimentos, tem um restaurante, verificar a possibilidade da sua equipe de atendimento, exemplo garçom, passar a dar suporte a entregas em domicílio, pois as pessoas provavelmente irão optar por esta modalidade de serviço.

7 – Crie uma força tarefa no digital

Se você é um varejista de roupas/acessórios e beleza, por exemplo, oriente seus funcionários a agirem como “consultores” da sua marca/empresa no ambiente online, eles se tornarão influenciadores da sua marca nos ambientes digitais (Facebook, Instagram, WhatsApp) , eles irão impulsionar suas vendas online e offline além de poderem até fazer a entrega, dependendo do raio de ação de cada negócio.

Além de rever seu portfólio de produtos/serviços, as novas necessidades dos clientes criam oportunidades de inovação para os seus negócios. Não fique focado em ações defensivas, aproveite este momento para inovar ousadamente em torno de oportunidades emergentes. Fique de olho nos sinais que o seu consumidor dará.

Observe, algumas mudanças de comportamento e consumo provavelmente persistirão além da crise e muitos setores ressurgirão para novas realidades de mercado.

É cedo para dizer com certeza quais novos hábitos surgirão e quais permanecerão no longo prazo, mas teremos aumento de consumo online de produtos e serviços alimentares, de vestuário, beleza e saúde, home office entre outros.

Leia Também:

Coelhinho da páscoa, o que trazes pra mim?

Compartilhe:

Tags: