Torne-se antifrágil, agora!

Empreendedor 4.0 - Por Zé Abramo

23/03/2021

Por Rogério Paschoalino*

Em um mundo de caos e situações inesperadas, mais cedo ou mais tarde, você perceberá o quanto é lucrativo se tornar antifrágil!

Esse termo é novo, e pode nos confundir. E poderia ter salvo muitos negócios nessa pandemia.

Ser antifrágil pode ser a diferença entre perder tudo e se manter no mundo, seja esse mundo a sua vida, sua empresa ou seu emprego.

Sem Procastinar

Como administrador, muitas vezes fui forçado a pensar e agir para resolver determinado problema e não o evitar futuramente, apenas pensar no problema e quando este estiver resolvido, nada mais vai acontecer. Vejo isso em muitas outras profissões. E em conversas com amigos, escuto coisas como “isso nunca aconteceu antes”, “não vai acontecer de novo”, ou pior ainda “isso é assim há anos, não vai mudar”. Dá até um arrepio na coluna quando escuto isso.

Como tudo muda constantemente, seria, a meu ver, mais produtivo, efetivo e até óbvio pensar em “quando acontecer algo” ou “se isso acontecer”, e criar soluções alternativas a isso.

Onde o caos me leva?

Em todas as esferas, ser antifrágil, significa se beneficiar do caos, ou se adaptar mais rápido que seus concorrentes e seus clientes. Perceba as novas necessidades e as resolva, da forma mais simples e efetiva que puder.

Falhar faz parte, não existe empresa perfeita e são poucos os empreendedores que alcançaram o sucesso na primeira tentativa. Use a falha para melhorar, assim se cresce mais forte.

Crie opções, ou esteja atento a elas. Sem opções, você está cercado. Não ter opções pode sair caro, repense o seu negócio ou sua vida, vale a pena.

Estabilidade sim , estagnação NÃO

Sistemas calmos e previsíveis nos estagnam, e isso é o início do fim. Estagnação, não existe na natureza, pois ela sempre evolui. Adaptação, essa sim, leva você a patamares mais elevados.

Me lembrei da Estória da Hidra de Lerna, serpente mitológica que tinha sete cabeças, e ao ter uma cabeça cortada, outras nasciam. Dilema difícil né? Como matar um animal assim? Hércules em seu segundo trabalho, percebeu que, não bastava cortar ou esmagar, então ele, assim que cortava a cabeça, a cauterizava com um ferro em brasa, evitando que crescesse.

Acredito que isso mostra uma boa solução, se você não pode resolver o seu problema da forma que ele se apresenta e usando as ferramentas que tem, pare um segundo, perceba a situação por um ângulo diferente, crie uma solução usando os recursos disponíveis e parta para a ação.

Veja Também:

Assista o vídeo abaixo:

 

Compartilhe:

Tags: