Vai ali

Blog


Esportes

Curiosidades e estatísticas | Copa do Mundo 2018 | Parte 2

por José Roberto Abramo

Já comentamos em artigos anteriores sobre alguns países e suas equipes. Vamos agora falar de algumas equipes desta copa que ainda não mencionamos.

Bélgica

Na Eurocopa a equipe da Bélgica passou a ser comandada por Roberto Martinez.

Nas Eliminatórias da Europa, foram nove vitórias e um empate em dez jogos com 43 gols marcados e apenas seis sofridos. Com ótima fase em seus clubes, jogadores como De Bruyne, Eden Hazard e Romelu Lukaku podem fazer a diferença.

 

Croácia

A Croácia tem um time muito técnico e cascudo. Nas eliminatórias veio da repescagem e surpreendeu a Argentina na segunda rodada da fase de grupos. O forte do time é o meio de campo com Rakitic e Modric, craque e titular do Real Madrid. O futebol da Croácia é leve, técnico e criativo. Já está dando trabalho.

 

Nigéria

A Nigéria na Copa de 2014 chegou a se classificar para as oitavas de final. EM um histórico geral, tem tido um bom nível de aproveitamento, porque ultrapassou a fase de grupos em 3 copas, somente tendo caído diante de times de maior camisa.

Jogadores como Muza, Obi Mikel e Moses são craques.

Mikel está na casa dos 31 anos e joga na China, mas defendeu o Chelsea por quase dez anos, de 2006 a 2017. Caiu um pouco de produção nos últimos anos e seu rendimento não deverá ser muito grande. Já Victor Moses, segue firme no Chelsea e é opção de ataque. O comandante da esquadra da Nigéria é Gernot Rohr desde 2016.

 

Costa Rica

A Costa Rica, que foi a grande zebra da Copa passada, vinha com status de azarão do grupo do Brasil na Copa. O único grande destaque é o goleiro do Real Madrid, Keylor Navas.

Na Copa passada a Costa Rica foi o time que deu trabalho. Se classificou em um grupo com Inglaterra, Itália e Uruguai e foi eliminada apenas nas quartas de final, contra a Holanda, nos pênaltis. Nessa Copa fez duas partidas ruins na fase de grupos e sucumbiu depois da derrota na segunda rodada para o Brasil.

 

Sérvia

A Sérvia na campanha das Eliminatórias para a copa de 2018 teve jogo bem definido. Defesa protegida, meio de campo ativo com seu trio de ataque nas proximidades da área. Houve queda de rendimento da equipe, principalmente por um futebol muito pouco criativo.

O novo técnico Mladen Krstajic testa padrões diferentes na busca de não burocratizar as ações e permitir a adaptação da necessidade a cada jogo.

O jogador mais importante do time é Nemanja Matic, experiente e de alto nível. De forma geral a Sérvia tem um bom e experimentado elenco. Deve fazer diferença.

 

México

O técnico Juan Carlos Osorio chegou ao comando em 2015 para dirigir o time. Foi tranquila a classificação para o Mundial de 2018.

O México chega à copa com grupo cascudo, e nove jogadores com 30 anos ou mais – sendo o goleiro Jesús Corona, com 37, e Rafael Márquez, 39, os mais experientes.

O ponto forte do time é o ataque e Javier Hernández é um atacante rápido, o que mais se destaca nessa seleção.

 

Suécia

A Suécia chegou a Copa do Mundo de 2018 na segunda colocação de seu grupo, totalizando 19 pontos. Ficou atrás da França, eliminou a Holanda e na repescagem venceu a Itália. Um grande feito. A Suécia não é uma grande figurante em copas do mundo. Participou de 12 copas e em uma era o país sede no ano de 1958 quando o Brasil foi campeão pela 1ª vez.

O pilar de seu sucesso é seu sistema defensivo.

Janne Andersson escolheu não levar Zlatan Ibrahimovic do Los Angeles Galaxy, segundo ele para não comprometer a união do time com uma estrela do tamanho de Ibra.

Sendo pragmática a Suécia não se importa de a acusarem de um jogo feio e burocratizado.

 

Coreia do Sul

A Coreia do Sul foi a lanterna na Copa de 2014 no Brasil. Não ficou bem na fita.

Nas eliminatórias depois de alguns sustos conseguiram se classificar na repescagem e estão em sua 9ª copa do mundo. O treinador até gosta de um time ofensivo mas não consegue manter o equilíbrio entre o setor defensivo e o ataque. A equipe é fraca e as incertezas são mais do que prováveis.

O melhor jogador do time é Son Heung-min que de fato é habilidoso, já jogou no Bayer Leverkusen e agora está no Tottenham.

Leia também

Cadastre-se e receba em primeira mão

nossas promoções, notícias e vídeos