Vai ali

Blog


Comportamento

Cuidados que devemos ter com os animais no verão

por Vai Ali

Cachorríneos e gatíneos merecem nossa atenção sempre, mas quando o calor se aproxima, a preocupação deve ser maior. Assim como nós, humanos, os animais também sofrem com as temperaturas elevadas e cabe a nós deixá-los mais confortáveis.

Algumas raças costumam sofrer ainda mais, principalmente os cachorros de focinho curto, como buldogues e pugs, e os gordos, que sentem mais calor do que os magros.

Por isso, separamos alguns cuidados que devemos ter com os animais no verão. Saca aí!

via GIPHY

Não deixe o pet dentro do carro
Muita gente costuma dar um rolê de carro levando o animal de estimação. Até aí, super de boa. Mas se, em algum momento, você precisar sair do carro, jamais deixe seu cão trancado dentro do veículo. Isso porque, no calor a temperatura do corpo do animal sobe muito rápido e o bichinho pode ter uma insolação e, dependendo do tempo e da intensidade do calor, pode até levar à morte.

Se for inevitável e o cão sentir o peso do calor, deixe-o beber água e refresque bastante o seu corpo. Uma vez que a situação esteja controlada, leve o animal a um médico veterinário para um exame completo.

Dê bastante água
Ao sair para passear com seu cão, leve sempre uma garrafa de água extra. Nessa época, o esforço físico aliado ao calor, é normal que o animal fique desidratado. Se notar que ele está insistentemente com a língua de fora, dê mais um pouco de água.

Escolha o melhor horário para passear
Os melhores horários para passear com os cachorros é quando não muita incidência de sol, ou seja, antes das 10h e após as 16h. Ao sair, verifique também a temperatura do asfalto. Se estiver muito quente pode provocar queimaduras sérias nos coxins (aquela parte gordinha da pata) dos cães.

Fique atento aos parasitas
Sarnas, micoses, piolhos e parasitas de pele são mais comuns no verão. Para evitar que o animal contraia alguma dessas enfermidades, evite frequentar lugares com muitos animais e aplique remédios anti-pulgas.  Se perceber sinais como vômito ou diarreia, procure um médico veterinário.

Uma cama fresquinha
Quando cachorros e gatos percebem que o local onde dormem é quente demais, eles próprios buscam lugares mais frescos, como pisos da cozinha ou do banheiro. Mas se a área de circulação dos bichinhos for restrita, eles vão sofrer muito com o calor. É papel dos donos verificar se o ambiente onde o animal dorme é ventilado e fresco o suficiente.

Use protetor solar
Quem disse que protetor solar é só para os humanos? Os animais também precisam de proteção e existem produtos especiais para os pets.

Essa recomendação vale principalmente para cães e gatos de pele clara (veja a cor da barriga do animal), que sofrem mais com a incidência dos raios solares. O filtro solar deve ser aplicado em regiões sem pelos, como focinho e orelhas, em média a cada duas horas. Procure um veterinário para saber qual produto é o mais indicado para o seu bichinho.

via GIPHY

Tá vendo como é fácil cuidar da saúde dos bichinhos nesse calorão? Se a gente sente muito os efeitos das temperaturas elevadas, imagina os peludinhos? Bora compartilhar essas dicas com os migxs que tem doguinhos e gatinhos e encher a cidade de fofuras.

Leia também

Cadastre-se e receba em primeira mão

nossas promoções, notícias e vídeos