Vai ali

Blog


Comportamento

Por que comemorar o Dia Internacional da Mulher?

por Vai Ali

Que hoje é o Dia Internacional da Mulher todo mundo já sabe, mas afinal o que isso realmente significa? Para te explicar melhor a importância dessa data, é preciso entender quando e como ela foi criada. É comum encontrar histórias que contam que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Realmente, esse incidente marcou a trajetória das mulheres pelo século 20, mas as lutas datam de muito antes desse acontecimento. Para se ter uma ideia, o primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. 

No Brasil, as movimentações feministas surgiram no início do século 20 e assim como diversos países buscavam melhores condições de trabalho e qualidade de vida. Em 1932, quando a luta das sufragistas ganhou força, Getúlio Vargas promulgou o direito ao voto e até hoje, dia após dia, as mulheres lutam pela igualdade de direitos e respeito da sociedade. 

O dia 8 de março representa muito mais do que uma homenagem aquelas que são mães, esposas, filhas, amigas, parentes e por aí vai. Hoje é mais um dia para refletirmos e debatermos sobre o espaço e respeito dedicado as mulheres na nossa sociedade. Ser mulher não é fácil, somente em 2018 no Brasil 16 milhões de mulheres sofreram algum tipo de violência, cerca de 1370 foram estupradas por dia e 536 foram agredidas por hora, e esses são apenas alguns dos dados que mostram como o machismo está enraizado e como ele é nocivo e destrutivo.

Feminismo não é e nunca foi mimimi, pelo contrário, ele deu voz as mulheres que são subjulgadas e humilhadas. Nossa sociedade nunca será evoluída enquanto as mulheres não forem respeitadas. É por isso, que melhor do que flores e chocolates no dia de hoje, o dia da mulher seja marcado por atitudes que desconstruam o machismo e misoginia tão comum em casa, no mercado de trabalho, na rua... Seguindo essa proposta, qual atitude você gostaria de mudar para que as mulheres se aproximem da igualdade que elas merecem? Não adianta fingir que não é com você, essa pergunta vale para todo mundo. Deixe sua resposta nos comentários e lute você também até que todas sejamos livres! 



 

     

Leia também

Cadastre-se e receba em primeira mão

nossas promoções, notícias e vídeos