Olá, novas formas de merchandising: Bye bye, Faustão e Huck

Marketing agora! - Por José Roberto Abramo

03/02/2021

Pro Priscilla Thevenet*

Dois mil e vinte e um já começou com notícias no mínimo inusitadas. Dois dinossauros da TV Brasileira e nomes de peso na TV Globo, Faustão e Luciano Huck anunciaram suas aposentadorias. Prematuras ou não, isso já é outro assunto, espantaram muita gente. Principalmente os anunciantes, que viram dois grandes “vendedores” deixarem a maior emissora do país.

As Grandes Marcas – Queridinhos?

Aproveitando, uso a palavra “vendedores”, porque ambos são conhecidos como queridinhos das grandes marcas do país. São verdadeiros reis do merchandising. Sabe aquela pessoa que vende areia no deserto? Acertou!

Mas a pergunta que não quer calar é, como as grandes marcas vão se virar e alcançar o grande público sem dois de seus grandes garotos propaganda? Simples, hora de repensar suas estratégias e sua forma de se comunicar.

A maioria dos apresentadores da TV aberta, incluo os dois supracitados acima, vêm de uma escola de showmakers que usam o assistencialismo e o sensacionalismo de forma escrachada e ligada a todo conteúdo de seus programas.

Panem Et Circenses

Panem et circenses ou no bom e velho português, pão e circo, foi uma política adotada pelo Império Romano e que me parece muito usual nesses apresentadores “prata da casa” da TV aberta. Tanto em Roma, como no Brasil, era ferramenta de manipulação da massa. Mesmo com centenas de ano de diferença, esse pão e circo vigorou por aqui durante anos e anos.

Só que a saída dos dois, desperta uma mudança, um sinal de novos rumos. Não só para a TV aberta, como também para as estratégias de marketing desenvolvidas e vinculadas na telinha.

O que muda?

Quem diria que apresentadores tão antigos e consolidados na TV Brasileira fossem se aposentar? Ninguém! Por isso, JÁ ERA condicionar seu produto a determinado apresentador. Nunca se sabe o futuro.

É muito mais interessante, e barato, você utilizar influenciadores ou micro influenciadores. A ideia é vincular sua marca a mais pessoas e assim alcançar mais gente.

Mas se estar dentro de programas de TV é ainda rentável e interessante para a marca, o ideal é levar experiência ao telespectador. Surpreenda-o.

O Comportamento do Consumidor

Além da mudança na forma de comunicar e divulgar seu produto e serviço, a saída desses grandes nomes, vai acarretar a mudança na forma com que o grande público consome TV. Inclusive a forma de fazer TV vai precisar mudar.

Como sou jornalista, fica quase impossível não fazer uma análise sobre as mudanças que a TV via enfrentar, mas como meu objetivo aqui é falar sobre marketing, a dica que fica para as grandes marcas é aproveitar esse novo momento para repensar sua venda, de forma criativa e que atraia a atenção desse público tão acostumado ao mesmo tipo de publicidade.

 

Para as marcas menores, e sem budget pra investir em TV, vai o grande conselho, a saída desses apresentadores da programação vai deixar um vácuo. Muita gente vai “preencher” essa lacuna de entretenimento nas redes sociais. E você vai fazer o que pra conquistar esse público carente?

Leia Publicações anteriores

http://vaiali.com/blog/categoria/colabs/marketing-agora/

Leia Também

Raio Kardashianizante: os filtros que te transformam em outra pessoa

Compartilhe:

Tags: